Imagine a seguinte situação: a cliente gostou de uma blusa e na hora de pagar ela pergunta: quantas curtidas custa essa blusinha? Surreal? Afinal de contas, curtidas não pagam a luz, não pagam o fornecedor, não pagam os colaboradores.

01/06/2019 por Márcia Sherer

Imagine a seguinte situação: a cliente gostou de uma blusa e na hora de pagar ela pergunta: quantas curtidas custa essa blusinha? Surreal? Afinal de contas, curtidas não pagam a luz, não pagam o fornecedor, não pagam os colaboradores.

Então por que a quantificação de curtidas, de seguidores, é tão importante assim? Por que comemoramos quando um post nosso alcança 1k (1 mil)? Por que achamos que estamos fazendo sucesso quando nossa conta nas redes sociais tem mais de 10 mil seguidores?

Muitas vezes, ao levarmos os nossos negócios para o mundo virtual, esquecemos que ele está baseado no mundo real, ainda que não seja uma loja física, esquecemos que ainda dependemos do que é tangível, que dependemos do dinheiro.

Engajamento, curtida, interação não significam necessariamente lucros. Quem não ouviu falar da influencer que tem 2 milhões de seguidores e não foi capaz de influenciar 36 pessoas a comprarem uma camiseta?

A presença no mundo virtual é fato, não dá para fugirmos dela, mas é preciso tomar muito cuidado com a forma com que entramos neste mundo, como mergulhamos de cabeça. O foco da comunicação deve ser o de sempre: conquistar clientes, fazer com que eles, além de gostar ou querer seu produto, saiam do celular, do computador, das redes e vão até a sua empresa fechar negócio.

E isso não se consegue apenas com um monte de curtidas, é preciso convencer o cliente, falar a linguagem dele, oferecer aquilo que o consumidor precisa. Não dá para substituir a criatividade pela automação, não vai funcionar.

Na hora de investir nas redes sociais tenha em mente que qualidade é sempre melhor que quantidade. Ao invés cobrar muitas curtidas e seguidores do seu Social Media, cobre criatividade, cobre relacionamentos.

Uma fanpage com “somente” mil curtidas, mas que responda com carinho, prontamente, que tenha as informações solicitadas imediatamente é muito mais produtiva e efetiva do que uma que tenha 10 mil curtidas, mas não é capaz de responder satisfatoriamente ao possível cliente, afastando-o do fechamento do negócio.

As técnicas de marketing ajudam, com certeza, mas o feeling, a criatividade, ainda são os melhores aliados da comunicação, especialmente num mundo onde as pessoas nem sempre são o que o seu avatar mostra.