fbpx
Search

GAECO deflagra “Operação Piromania” contra integrantes do PCC em MS

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO-MS) deflagrou na manhã desta terça-feira (04) a “Operação Piromania”, que tem como principal objetivo prender integrantes do PCC que atuam no Mato Grosso do Sul.

Durante a operação dever ser cumpridos 20 mandados de prisão preventiva, 13 mandados de prisão temporária e 22 mandados de busca e apreensão nas cidades de Campo Grande, Coxim, Bela Vista e Sidrolândia.

O Ministério Público (MP) revelou que além de integrar a facção criminosa, os alvos praticavam crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e lavagem de dinheiro.

Ainda segundo o MP, o “perfil criminoso dos alvos é tão acentuado” que eles se fotografavam queimando dinheiro do tráfico.

Andamento

Dentre os cinco presos da Operação Piromania levados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) nesta manhã, estão mãe e filha. As mulheres foram levadas para a 2ª DP (Delegacia de Polícia) onde aguardarão para prestar depoimento.

Até ás 11h de hoje, pelo menos 8 tinham sido presos. Além das duas mulheres, na Depac do Centro, um mecânico e um manobrista também chegaram algemados.

Nem o Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado), que comanda a operação, e nem os policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e Batalhão de Choque revelaram identidades e qual a participação de cada alvo no esquema investigado.